Releases

MÉTODO DE DISPERSÃO

BASE :
A dispersão de cargas ,no processo direto é “simples” com a utilização de :
- água
- umectante
- dispersante
- coalescente ( solvente)
- espessante (celulósico ou associativo)
- pigmento (dióxido de titânio, por exemplo)
- cargas ( carbonatos + sílicas + silicatos – incluindo os caulins)
- alcalinizante ( para correção de pH , geralmente é utilizado o amoníaco)
MÉTODO :
O pH da fase de moagem deve girar entre 8 e 9, para evitar “choque” com a parte de completagem da tinta, evitando assim, quebras de dispersão ou outros inconvenientes de estabilidade do produto, em estocagem.
Nessa etapa do processo é importante que a viscosidade de dispersão / moagem seja ajustada para uma faixa ,que permita um “vortex” perfeito (efeito provocado entre o disco e a pasta de moagem). A velocidade periférica (ou seja na borda do disco de moagem), deve girar em torno de 20 a 25 m/ segundo . Esse é um detalhe bastante técnico, pois a velocidade do disco ,é geralmente passada em rotações por minuto –rpm ).